Resenhas

A resenha que você NÃO deveria ler: Mau começo, de Lemony Snicket

14 de fevereiro de 2017

......
Autor: Lemony Snicket
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 152
Compre: Buscapé
Adicione: Skoob
A história que vou apresentar a seguir não é recomendada para pessoas que se interessam por finais felizes, flores e alegria. Felicidade é o que você vai menos encontrar por aqui. Este é um livro que conta os infortúnios e desventuras dos três jovens Baudelaire cuja história não tem de jeito nenhum um final feliz, muito menos um começo feliz. É por isso que o autor deixa um aviso logo de cara caso você queira continuar lendo essas desgraças:
"Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".
Pois é, você foi avisado. Agora vamos ao que interessa.

A história inicia-se logo com uma tragédia que é impossível não sentir tristeza pelos jovens Baudelaire. Antes de falar desse infortúnio episódio, vamos falar um pouco como era a vida das crianças antes deles ficarem órfãos.

Violet Baudelaire é a mais velha dos três, super inteligente e gostava muito de invenções. Já Klaus é o irmão do meio, o único menino, um leitor assíduo que guardava na memória tudo que lia. Sunny é a mais nova dos três e gostava muito de morder coisas. Os jovens eram encantadores, inteligentes, mas com uma falta de sorte tremenda. Parece que os jovens atraiam todos os tipos de sofrimento, desgraça e infelicidades. É lamentável uma coisa dessas, mas sou obrigada a passar tudo isso para vocês.
"O luar entrava pela janela, e se alguém olhasse para dentro do quarto dos órfãos Baudelaire, veria três crianças chorando de mansinho a noite inteira."
Os jovens viviam com seus pais na sua enorme mansão. No dia da triste notícia, os jovens estavam em uma praia aproveitando o dia, que estava nublado e cinzento, quando são informados da trágica notícia. De fato, quando digo que nada de bom acontece, é porque não acontece mesmo. São raras exceções.
Os jovens terão que ser fortes para passar por todo esse sofrimento, mas o que eles não sabem é que o pior está por vir. Terão que enfrentar um vilão terrível que possui uma tatuagem pavorosa de um olho no tornozelo. Um homem maquiavélico, asqueroso que não tem dó das crianças, visto que é movido pela ganância e pela maldade.
"Lamento ter que dizer isso a vocês, mas o enredo é assim, fazer o quê?"
Tentei dá uma de narrador onisciente. Será que consegui? hahahahahÉ bem assim que o próprio Lemony Snicket narra o livro. Ele é livre para contar o que se passa na história da maneira que quer e se posiciona onde deseja ao longo da trama. Nunca tinha lido um livro com a narrativa tão irônica assim e confesso que amei demais. A leitura é bem fluida, visto que o livro tem poucas páginas, mas também é por conta da narrativa do autor que deixa tudo bem divertido apesar das desventuras.

O livro é um infanto-juvenil muito bem escrito, com ótimas cenas e situações bizarras que é impossível não sentir dó dos Baudelaire. Os personagens principais são muito bem construídos cada um com sua singularidade e astúcia. Já o Conde Olaf é um personagem asqueroso, mas também bem diferente de qualquer vilão que tive oportunidade ler. Apesar de ser maquiavélico e mau, ele é um tanto divertido e carismático. Foi uma surpresa e tanto.

O livro tem uma temática fantasiosa além de um suspense de tirar fôlego que faz o leitor ficar louco com todos os acontecimentos e torcendo para os Baudelaire darem uma dentro. O livro também contém ilustrações de Brett Helquist a cada início de capitulo.
Se o autor queria que ficássemos angustiados com tantas infelicidades, ele conseguiu. É uma leitura totalmente imprevisível bem diferente de qualquer coisa que já tinha lido. É por isso que recomendo muito a leitura e desejo que todo e qualquer tipo de leitor venham se aventurar nas desventuras dos irmãos Baudelaire.
Classificação: 

SOBRE A SÉRIE


Desventuras em série é uma série de treze livros escrita por Lemony Snicket, pseudônimo do autor Daniel Handler, e ilustrada por Brett Helquist. A série se trata das aventuras de três crianças, os órfãos Baudelaire. A série também estreou na Netflix e a primeira temporada tem oito capítulos, e conta a história dos quatro primeiros livros, ou seja, dois episódios por livro.

Postado por Marina Santos

10 comentários:

  1. Não sou uma entusiasta de Desventuras em Série, não que não goste, é que preciso estar no clima para poder ler. Qdo conheci há alguns anos não tinha essa edição linda que fizeram agora, é o tipo de coleção que vale a pena ter na estante.
    Quanto a série do Netflix, estou empolgada, mas por conta do elenco, entretanto não passei do segundo episódio.
    Amei a foto que você fez.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi, Marina
    Está série está sendo bem falada, né?
    Parece ser uma leitra bem diferente de todas as outras mesmo, a começar pelo estilo. Gosto d infanto-juvenil e adorei a dica, apesar de não achar que leria, pelo menos não agora. Que bom que aprovou a obra.

    ResponderExcluir
  3. Oi Marina!
    Desventuras em série me parece um "amor"! Vi o filme e fiquei supercuriosa com os livros e tenho um amigo que só fica falando, falando, falando.
    Certamente quando tiver oportunidade lerei as desventuras de Violet, Klaus e Sunny! E claro, na esperança certa de que Olaf precisa se ferrar bonito.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Eu li esse livro quanto saiu a adaptação para o cinema, nem lembro o ano que li rsrs
    Mas eu gostei dessa leitura, a narrativa vou bem diferente dos livros que estava a acostumada a ler.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Há anos que quero ler esse livro, porque li um outro livro do autor e me apaixonei por seu modo de escrever e de criar personagens. Agora que a série de tv foi lançada, e que eu já assisti e adorei, só me deu ainda mais vontade em conhecer essa história. Espero fazê-lo em breve!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Gosto muito do autor. E amo desventuras em série, já comecei a assistir a série na Netflix tb.
    Adorei a resenha e que foto linda!
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu faço parte do time que levou a sério o conselho do narrador e não leu os livros da série. Estou precisando de tramas felizes! Vai ficar pra outro período da minha vida! Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Olha confesso que estava com muita vontade de ler, apesar do recado inicial, por causa da série, mas a medida que fui vendo resenha/vídeos sobre o último livro e parece que o autor cumpre o que falou desde o início, meio que estou fugindo hhehee Não sou adepta de livros para chorar, por isso corro. A série eu quero muito ver e estou bem animada!
    Ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii!!

    É melhor não olhar... hahahah
    Eu não comecei a ler a série ainda e tenho curiosidade agora que vi a adaptação do netflix. Quero saber quais infortunios nossos protagonistas passaram!
    Parece ser muito envolvente e pelo o que vc disse, vem diferente!
    Gostei!

    Beijinhs

    ResponderExcluir
  10. Oiee
    Não acompanho essa série, acredita? Pois é... não me pegou.
    Eu já vi resenhas de outros livros da serie e não me senti tentada a conhecer, mesmo com comentários positivos como os seus.
    Enfim, questão de gosto, né?
    Bjo

    ResponderExcluir

Obrigada por ter lido!