Resenhas

Resenha: Os filhos de Odin, de Padraic Colum

13 de setembro de 2016

......
Autor: Padraic Colum

Editora: Única Editora
Páginas: 224
Compre: Buscapé
Adicione: Skoob
Os filhos de Odin é um livro que conta um pouco sobre as maiores aventuras dos deuses nórdicos. Eu comecei assistir uma série sobre os nórdicos, Vikings, e não me aguentei de curiosidade e queria saber mais sobre os deuses. Calhou que eu tinha esse livro na minha estante e logo iniciei a leitura. E posso dizer que não me arrependo. O livro contra sobre as aventuras dos nossos deuses nódicos favoritos, além contar sobre um pouco da origem de cada um e seus poderes. Venham se aventurar nessa história incrível!

O livro inicia-se com uma introdução sobre os habitantes de Asgard, como foi a construção do muro envolta dessas terras e nas armadilhas e artimanhas de Loki. Asgard é um terra mágica que os seres míticos podiam usar seus poderes e definir os caminhos do futuro e proteger o mundo. É um pouco difícil falar sobre esse livro, visto que cada história parece que um conto. Fala um pouco de cada um dos deuses da mitologia nórdica, além de trazer um pouco sobre Ragnarök, o Crepúsculo dos Deuses.



Odin, o Pai de Todos, mostrou-se ser um deus muito astuto, visto que ele fez um sacrifício para conseguir toda a sabedoria que existe e é daí que vem sua falha no olho direito. Já Thor não é muito esperto, mas se orgulha dos seus poderes e quer mostra-los a todos afim de que as pessoas vejam o quanto ele é forte. Contudo, ele é super influenciado por Loki e sempre acaba se metendo em confusão. Outra coisa que tinha muito curiosidade em saber foi da história de Heimdall, o Vigia da Ponte de Arco-Íris. É incrível sua história, visto que ele nunca dormia, tinha nove mães esse alimentava com as forças da terra e do mar frio.

A única coisa que me decepcionou foi na parte do Crepúsculos dos Deuses.
"E foi ouvido o galope dos cavaleiros de Muspelheim; e foi ouvida a risada de Loki; e foi ouvido o toque de trombeta de Heimdall; e foi ouvida a abertura das quinhentas e quarenta portas de Valhalla, quando oitocentos Campeões se prepararam para passar por cada porta." PÁG 216
Esperava mais sobre esse acontecimento tão histórico, mas no livro me deu poucas páginas dessa história. Ragnarök representa o fim do mundo, marcado por uma série de eventos futuros, incluindo uma grande batalha anunciada que resultaria na morte de muitos deuses importantes. Queria que isso fosse mais detalhado...

Apesar disso, gostei bastante da trama e me diverti muito com as histórias. O autor reconta as sagas nórdicas revelando o tempo em que a magia, os poderes e as maravilhas fantásticas corriam pelo universo. Cabe ressaltar que são contos curtos e pouco explorados, mas é um leitura muito gostosa e bem fluida. A Única Editora está de parabéns pela diagramação do livro e pela capa tão bonita.

No mais, recomendo a leitura para quem curte histórias nórdicas ou quem se embebedar de histórias de bravura e aventuras. 


Postado por Marina Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido!