Resenhas

Resenha: Profundo, de Robin York @editoraarqueiro

5 de abril de 2016

......
Autora: Robin York
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Classificação: 4.5/5.0
Compre: Buscapé
Adicione: Skoob

Intenso – Caroline&West #2

Profundo, o primeiro livro da duolodia Caroline e West, foi um dos livros mais desejados desde que eu soube que ele seria publicado pela Editora Arqueiro. Saber que o livro trata de uma trama tão comum e corriqueira me fez ficar super ansiosa para embarcar na leitura. E digo uma coisa: não me decepcionei de nenhuma forma. A história de Caroline acontece quase todos os dias, com muitas e muitas jovens em todo mundo. Eu acho a leitura válida para todo tipo de pessoa, inclusive as que passaram por vingança pornô e aquelas que, mesmo sem querer, ou até mesmo querendo, acabam compartilhando a intimidade dos outros sem seu consentimento. Mas chega de falação e vamos à história...

Caroline Piasecki é uma jovem rica, estudiosa, que tem o sonho de ser juíza e um belo futuro pela frente, mas todos os seus planos vai por aguá abaixo a partir do momento em que suas fotos nuas, fazendo sexo om seu ex-namorado, vão parar na internet. Acontece que seu ex-namorado, Nate, parece tão ter aceitado o término do namoro de três anos e resolveu, por vingança, postar as fotos que Caroline deixou ele tirar. Claro que, no momento que as fotos foram tiradas, Caroline sabia que isso era uma péssima ideia, mas ela confiou nele e tentou agradá-lo. O cara era gente boa, de boa índole... ela nunca imaginaria que ele poderia fazer algo do tipo.

"Eu fiz algo errado. Confiei em quem não devia. Cometi um erro idiota. Deixei uma brecha para que Nate se aproveitasse de mim, e a responsabilidade é minha."

Agora, Caroline tenta conviver com as consequências de ato horrível. A jovem está trastornada, ouve vozes em sua mente dizendo que ela é vagabunda, safada, além de viver no automático. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam, mas sem sucesso, visto que quando ela pensa que vão esquecer, todas imagens voltam como uma enxurrada. Contudo, sua vida começa a tomar um sentido quando ela conhece West Leavitt.

"Talvez eu esteja traumatizada. Talvez esteja sento irracional. Sei lá. Mas eu quero West. Qualquer versão dele que eu possa ter, de qualquer forma que ele me dê."
"Quero que ele me mostre qual é a sensação de ir mais fundo."

West é a ultima pessoa de quem Caroline devia ser aproximar, visto que o cara é meio sombrio, além de levar a vida de modo ilícito, mas quando ele dá uma surra em Nate tudo muda. Caroline sabe que ele a defendeu, e sabe também que ele não deveria ter feito isso. Já West, por sua vez, tenta sem sucesso ficar longe de Caroline, pois sabe que ela jamais vai entender as dificuldades da sua vida. Mas quem disse que os dois conseguem dizer não a atração palpável?

A trama é narrada pelo ponto de vista dos dois e assim é fácil saber o que cada um sente, além de ver que o que eles sentem é muito mais do que intenso e, apesar do New Adult parecer clichê, a autora faz com que a trama seja inovadora. O que eu mais gostei do livro, além de West, foi do amadurecimento dos protagonistas. Caroline deixou de não fazer nada e foi lutar pelos seus direitos. Com a ajuda de West, ela encontra forças para reagir, dizer NÃO e assumir controle da sua vida. É ela que decide. Ela que é a líder. Ela que manda

Muitas das pessoas que passam essa situação na vida real não consegue ter forças para se reerguer, não consegue ter forças para continuar, não querem mais viver. Se automutilam. Se suicidam. Se culpam. Por que ninguém pensa na pessoa que sofreu esse ato repugnante? É muito fácil julgar, apontar o dedo, chamar de vagabunda, mas quem nunca confiou em alguém que pensou amar?

A autora abordou o tema de uma maneira genial! Além disso, o final do livro termina de uma maneira muito empolgante já dando um gancho para o próximo livro. A leitura é fluida, intensa e é impossível largar. No geral, o livro superou minhas expectativas, além de me proporcionar uma trama muito cativante. A trama trás consigo um alerta para quem passou por algo desse tipo: vocês não estão sozinhas e existe um mundo fora disso!

Postado por Marina Santos

20 comentários:

  1. Oi Marina, tudo bem?
    Não sei se você viu, mas também resenhei esse livro no meu blog recentemente. E na minha opinião foi uma leitura bem válida, especialmente porque pensei que seria de um jeito, mas foi bem inovador, falando sobre o romance e demais dramas. Eu recomendo muito essa leitura. Sem contar o quanto a temática é relevante. Não deixe de ler Intenso, a continuação.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Animada para fazer essa leitura. Adoro o gênero YA, mas eu classificaria esse mais com New Adult, pelo menos o enredo me passou essa impressão, certo que esse gêneros se confundem um pouco.
    Não lembro de ter lido um livro com essa temática, então só por ser algo inovador, já está na minhas lista de desejos.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É New Adult mesmo, eu que escrevi errado rsrsrsrrsrs Obrigada!

      Excluir
  3. Oi, quando vi as primeiras divulgações deste livro achei que se tratava de mais um New Adult, sem grande relevância, mas ao ler a sua resenha, entendi o quanto a obra é original. Esse tipo de vingança que o livro aborda, apesar de ser comum, não lembro de já ter visto em outro livro e isso me deu muita vontade de conhecer o livro. Adorei os quotes que você compartilhou.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiie Marina, tudo bem?

    Adoro New Adult, é um gênero que conheci a pouco tempo e que tem me conquistado. Sabe, acho legal autores que escreve relacionando a coisas que acontecem no dia a dia. Já vi várias vezes pessoas que sofrem com isso, o que é uma pena, porque é a confiança demais numa pessoa que a gente não conhece :/ Adorei e espero poder ler.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu estou louca para ler esses livros, acho o tema muito forte e serve como um alerta. Eu não sabia que Profundo era narrado pelo ponto de vista dos dois, para mim ela narraria esse e o West narraria o Intenso. Gostei de saber suas impressões da obra.

    ResponderExcluir
  6. Oi Flor.
    Estou muito curiosa para ler essa duologia, afinal não me lembro de ter lido algum livro que tratava desse tema.
    Bom saber que a autora soube conduzir bem a história e mostrar o lado de quem já foi exposto assim. Adoro livros com dois pontos de vista.
    Espero gostar do livro tanto quanto você.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Oi, Marina
    Vi várias postagens recentemente falando desse livro e me interessei muito, principalmente pelo tema que aborda. O que a personagem passa, realmente e infelizmente acontece na realidade. Concordo que é muito fácil julgar, e quase sempre não pensamos na história que vem por trás.
    Adorei a resenha. Que bom que o livro superou suas expectativas.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Desde que vi a Arqueiro fazendo a divulgação desse livro, quis ler.
    Acho que é o primeiro livro que vejo abordando esse tema tão completo e atual e me deixa feliz saber que a autora fez isso bem.
    Gostei muito da sua resenha e fiquei, ainda mais, curiosa para ler. O fato de a protagonista lutar por seus direitos me atrai.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    O que mais vejo nas redes sociais, são as fotos ou vídeos de alguma garota que foi parar na internet, confesso que acho burrice tirar nudes e mandar para alguém, mas não julgo, afinal cada um pensa de um modo diferente né? E acredito que esse livro será muito importante para a conscientização de que é errado postar nudes dos outros ou fazer uma pessoa se sentir inferior porque cometeu um deslize. Estou morrendo de vontade de ler essa duologia, e pelos comentários que li até agora, os livros são incríveis. A arqueiro acertou em cheio com esses lançamentos.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Como nunca li nada que abordasse esse assunto, fiquei curiosa de cara para ler esse livro, mesmo o romance me parecendo um pouco clichê. A garota estudiosa com o cara briguento, já vi isso antes. Mas fico feliz em saber que a autora inovou a história, e saber que os personagens amadurecem ao longo da história me animou bastante, pois essa é uma das coisas que eu mais gosto em livros...hehe' Espero que o segundo livro seja bom também :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie, gostei muito da sua resenha e despertou mais ainda a minha curiosidade para fazer a leitura. É bom saber que depois a caroline toma o controle da sua vida, porque a princípio parece que ela se sente culpada pelas fotos. Bom, parece um romance como tantos outros, as duas pessoas não devendo se envolver mas se envolven, o que tem de diferencial é a vingança pornô, que acredito dar um toque especial para a obra no sentido de mostrar para as pessoas que elas não estão sozinhas nesses casos. Espero ver logo sua resenha do segundo e espero também poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  12. Oi Marina, as pessoas estão falando tanto desse livro que isso me anima muito a ir atrás dele e da continuação, e agora a sua resenha me deixou mais cativada ainda. Eu particularmente gosto muito desses livros que abordam um tema mais sério e que acontece muito atualmente, acho que é importante e leitura, mesmo que seja uma ficção. Já quero!

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/04/luz-camera-e-acao-17.html

    ResponderExcluir
  13. Oi *--*

    Tem toda uma movimentação por trás desse livro e acho louvavel a coragem da autora falar sobre um assunto que está se propagando como praga na nossa sociedade. Não consigo imaginar como deve ser vc estar com uma pessoa que diz que te ama e depois que terminam faz um negocio desse, é nojento e repulsivo. Quero muito poder ler o livro e espero em breve realizar.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. OLá!

    Essa história da Caroline e do West parece ser bem clichê (me corrija se eu estiver errado), porém parece ser um livro interessante e sua nota me mostrou que talvez seja interessante dar uma chance.

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. A arte imitando a vida, né? Como você fiquei curiosa pra pra saber como se dá essa narrativa de um assunto tão atual. Vi esses dias em algum local que esse livro tá super cotado também. Isso é bom. Assim que tiver um tempinho irei atrás dele.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  16. Nossa tem uma capa linda,ja o leria apenas por essa capa bem feita,mas ainda não é aquela estória que me prende e me faz devorar o livro,porém não é algo que eu deixaria de ler,mas ainda quero algo como (A Seleção ou a saga Encantada),mas tentarei ler sim,todo estória é uma nova jornada né vlw.

    bjo bjo
    http://rillismo.blogspot.com.br/p/resenhas.html

    ResponderExcluir
  17. Oi, Marina! Acho que o livro traz uma discussão super válida a respeito de um assunto bem importante. Infelizmente, quando casos como esses acontecem, as vítimas ainda sofrem com muitos julgamentos, sendo que a culpa é de quem divulgou as fotos. Eu ainda não li o livro, mas fiquei bem curiosa para saber como a autora abordou o assunto. Fiquei com vontade de conferir. Pelo visto, traz muitas reflexões. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. É um tema bastante pertinente nos dias atuais, já que histórias como essa acontecem a todo momento. E pelo fato de a internet ser praticamente uma novidade de poucos anos, as pessoas não sabem muito como lidar com isso. Nesse sentido, creio que o livro tenha um grande papel, além de apresentar um história que instiga a curiosidade dos leitores. Ótima resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  19. Ahhh, eu definitivamente não leria, não gosto nadinha desse gênero. Além de ser bem clichêzão, né HAAHAHAHA
    Que bom que você curtiu ^^
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada por ter lido!