Resenhas

[RESENHA] Red Hill, de Jamie McGuire

23 de julho de 2015

......
Autora: Jamie McGuire
Editora: Verus Editora
Páginas: 350
Classificação: 4.0/5.0 
Compre: Buscapé
Adicione: Skoob

Esse foi um livro que li pela capa. É o que dizem: propaganda é a alma do negócio, ou seja, a capa é a alma de um livro. Enfim, quando eu olhei essa capa meio sombria e com essa premissa, "Quando o fim do mundo se aproxima, pode o amor sobreviver?", eu não aguentei e precisava desse livro e digo com toda certeza que esse livro me surpreendeu.

Red Hill é narrado por três pessoas: Scarlett, Nathan e Miranda. Um dia nada comum de sexta-feira, o mundo para e nada após isso será o mesmo. Alguns dias atrás, havia rumores sobre uma certa epidemia mortal, porém nesta manhã sexta-feira tudo se concretiza. Isso tudo por conta de um cientista, Elias Klein, que tentava há anos reanimar cadáveres, porém, até aquele dia, ele havia fracassado.  


  "Eu sei que o mundo acabou em uma sexta-feira. Esse foi o ultimo dia em que vi minhas filhas."

Scarlett tinha acabado de deixa suas filhas na escola, onde logo depois, seu ex-marido, Andrew, iria pega-las para passar um final de semana com ele. Depois de leva-las à escola, ela foi direto para seu trabalho no hospital, onde assim que ela chegou, sentiu o clima mais diferente que o normal. Com o passar das horas, as coisas começaram a ficar complicadas, os jornais não pararam de dizer outra coisa, as alas ficavam cada vez mais cheias, e logo em seguida, tudo estava fora do controle


  "A maioria das palavras era pequena demais para ser discernida, mas uma eu podia enxergar: PANDEMIA"


Nathan tem uma menina linda e doce chamada Zoe, ela estava na escola e ele acabou de sair do trabalho e estava indo buscá-la. Ele não tinha felicidade no casamento, depois que sua esposa, Aubrey, ficou gravida e teve Zoe, a mesma ficou ada dia mais distante. Ela deixou o emprego para cuidar de Zoe, e a partir dai, só reclamava e queria passar o dia inteiro na internet conversando com outras pessoas em chats. Indo em direção à escola, Nathan ouvia no rádio que dizia sobre uma epidemia. Quando ele parou o carro olhou para um lado e por outro, tudo estava um caos e ele só pensou em uma coisa: Salvar Zoe, sua esposa e encontrar um lugar seguro.


  "O tom do locutor era mais sério do que nunca, então aumentei o volume. Ele estava usando uma palavra que eu nunca os ouvira usar antes: 'pandemia'".


Miranda estava a caminho da casa do seu pai, Dr. Hayes, junto com sua irmã, Ashley, e seus respectivos namorados, Bryce e Cooper, para um final de semana em família, visto que elas não tem muito contato com o pai. A mãe estava morando com seu novo marido e as filhas não tinha contado com o pai depois da separação. Ele mora afastado da cidade, contudo, o transito estava muito congestionado e tudo estava parado e, quando eles deram conta do que estava acontecendo, eles não podiam acreditar. Eles tinham apenas uma chance, em um único lugar afastado e seguro, longe da cidade, de tudo e de todos e só havia um lugar: no rancho Red Hill.


  "Eu não sabia quanto tempo conseguiríamos sobreviver, mas tinha certeza de que não morreria no primeiro dia da droga do Apocalipse zumbi."


Alguém aqui já viu o filme 'Guerra Mundial Z'? Não? Sim? Enfim, o começo desse filme é parecido com o livro. Estava tudo numa boa e BOOM, tudo muda o clima muda e os zumbis estão em toda parte. Depois que um humano é mordido e morre, ele revive como um zumbi, louco e ansioso por carne humana. A única diferença que aqui não existe cura. E todos os protagonistas tem uma coisa em comum: sobreviver e achar um lugar seguro.
Scarlett, Nathan e Miranda se esbarram nessa correria toda mas cada um vai para um lado diferente. Mas depois tem seus destinos entrelaçados! Eles sabem que  não tem como fugir do perigo, mas todos tem em mente que é necessário procurar um lugar seguro, e o rancho Red Hill é perfeito para isso.

A trama tem um cenário apocalíptico e eu nunca pensei que a autora de Belo Desastre poderia escrever um livro desse tipo. Eu fiquei estasiada e morrendo de medo a cada página, querendo e ansiando que meus protagonistas fossem salvos, e não sabia o que esperar. No decorrer do livro, não temos nenhuma ideia do que possa acontecer no final, a autora não dá uma única pista. 
Os protagonistas são obrigados a agir de uma forma um pouco violenta para proteger sua família, amigos e seus filhos. Porém, decisões são feitas e é necessário haver coragem para matar alguém que antes, era seu amigo ou namorado, e agora está ansioso para comer você viva. Eu me senti na pele dos protagonistas e eles não podem hesitar nesse momento, ou sua vida fica em jogo e eles não tem nem tempo para lamentar a morte, tudo acontece muito rápido. 

O livro é muito bem elaborado, a escrita da autora é surpreendente, e ficamos com um gostinho de quero mais no final. No geral, o livro não decepcionou em nenhuma forma, eu amei em como a autora conduziu o livro deixando o leitor estasiado, louco varrido e morrendo de medo haha. A leitura é fluida e leve, e para quem gosta do gênero suspense e um pouco de terror, esse livro é uma boa pedida.


Postado por Marina Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido!