Resenhas

Um Amor de Cinema - Victoria Van Tiem - Resenha

11 de novembro de 2014

......
Neste irresistível romance, Kenzi Shaw, uma designer fanática por filmes, é lançada nas águas turbulentas do amor — ao estilo de Hollywood — quando seu lindo ex-namorado lhe propõe uma série de desafios relacionados a comédias românticas para reconquistar seu coração. Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher? É o desafio número dois da lista. Ou tentar fazer os passos de dança de Dirty dancing? É o número cinco. Uma lista, dez momentos românticos de filmes e várias aventuras depois, Kenzi se pergunta: ela deve se casar com o homem que sua família adora ou arriscar tudo por um amor de cinema? 

Literatura internacional
Chick-lit



Quem nunca quis viver os momentos mágicos dos filmes românticos?
Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher ao som de Pretty Woman?

Oh, my God!!! Culpada, culpada e mil vezes culpada. Eu aqui ô! Gostaria de viver todasss as cenas dos filmes mais românticos existentes na face da terra!

Quando vi a resenha desse livro no blog parceiro My Book Lit, eu simplesmente decidi que precisa muito ter e ler esse livro. E não me arrependi nem um pouquinho porque ele foi realmente o que esperava. Se você procura um livro leve, descontraído, super romântico, comédia, com cenas mágicas pode apostar que Um amor de cinema é o certo pra você.

Kenzi Shaw é designer de quase trinta anos apaixonada por filmes românticos, que está prestes a se casar com o homem de seus sonhos. Bem, um homem adorável que é o sonho de sua família. Tirando a família que parece nunca notar a filha mais nova,  tudo está perfeito na vidinha de Kenzi. Ela está prestes a se casar com um cara que é o sonho de qualquer mulher. E tem no dedo anelar um anel que pode até ofuscar o sol. Bradley é adoravelmente perfeito. Kenzi está feliz. Afinal, ela vai ser casar com um loiro, alto, de olhos azuis, lindo de morrer e que é a perfeição em pessoa. Que mulher não estaria radiante? Pois bem, Kenzi está. Tudo o que ela sempre quis, casamento, anel de noivado, cerimonia e filhos está preste a acontecer. Mas ai entra o Shane. Um ex-namorado de Kenzi de um namoro que a marcou muito e onde o termino não fora um dos melhores. E esse ex-namorado reaparece com um ideia para lá de diferente. Ele propõe a Kenzi reviver, ao seu lado, cenas de 10 filmes românticos. U..a..U!!  Abana!

O que dizer desse livro? Caramba! Eu o achei muito perfeito. O enredo dele é lindo, fofo, apaixonante e perfeito. A Victoria teve uma grande sacada ao misturar filmes românticos com uma história sobre romance. Essa junção foi a chave para que Um Amor de Cinema fosse um livro espetacular. Posso estar sendo um pouco "exagerada", mas é minha opinião sobre o livro. Eu amei!

Um amor de cinema é um chick lit, gênero literário que sou loucamente viciada, e narrado em primeira pessoa pela Kensington. Logo de inicio eu me simpatizei com a protagonista. Ela narra de forma clean, é engraçada, não boba, e do jeitinho que eu gosto. A forma como a Victoria começa o  livro, já nos deixa super íntimos da Kenzi. Vemos como a protagonista se sente em relação a família e ao seu noivo Bradley. Kensington não se acha boa o bastante e sua mãe, chatinha, não mede esforços para faze-la pensar ao contrario.

Ao longo dos anos isso não mudou e tudo o que Kenzi sempre quis foi mostrar que é boa. E aconteceu o Bradley. Um namorado que é bom pra ela e que consequentemente seria o cara que sua família aprovaria. Bingo. A primeira escolha da Kenzi que a família aprovou e isso significa muito para ela. Não pense que a Kenzi é uma protagonista enjoada do tipo: " eu não sou boa o bastante... buáaaaa!  Porque ela não é.
Enfim, a maneira como ela descreve é engraçada e madura em relação aos sentimentos de sua família. Ela sofre por nunca ser o que esperavam dela, mas não é aquela coisa dramática que é insuportável ler num livro. É até comovente.

Como todo chick lit, comédia romântica, o história se torna previsível. Mais o que diferencia Um Amor de Cinema dos outros livros é a forma como a autora brilhantemente levou o enredo.

Bem, falemos de Bradley o namorado perfeito de Kenzi. Gente, o cara é um amor, sabe? Um homem bom, que ama a Kenzi e que é adorável. O Bradley faz você gostar dele e isso é invitável. E eu achei isso muito interessante porque a escritora não criou um cara chato que você odiasse e desejasse que a protagonista terminasse com ele. Não. Ao menos, não pra mim. Eu gostei do Bradley, gostei mesmo. Ele pode ter tomado algumas decisões erradas - #NoSpoilers- , mas eu me aproximei do noivo da Kenzi e gostei mesmo dele.

No entanto, nos conhecemos o Shane. E o cara vem hiper romântico com um lista de filmes maravilhosos cuja a intenção, para nós leitores, é clara: ele quer a Kenzi de volta.
Shane foi um ex-namorado de Kenzi, que ela amou muito no passado, e que o relacionamento não terminou de forma saudável. Resumindo: Kenzi saiu machucada dessa relação. Uma relação que a marcou muito e a volta totalmente inesperada desse ex-namorado, querendo ou não, mexe com a nossa mocinha.
" Por favor, termine o noivado, depois talvez eu te beije de novo."
Uma Lista, Dois Caras, Dez Filmes.
E agora, Kenzi?
Qual é a melhor opção para sua vida?

Bem, deixa ela te contar porque eu é que não vou ;)

Mas, posso dizer que a Victoria pegou uma ideia aparantemente simples e a transformou em fantastica. Os dez filmes relacionados na lista de Shane nós fazem suspirar de olhos fechados. As cenas foram tão bem escritas e apaixontes. Algumas hilárias que me fizeram rir bastante. Isso que a Victoria faz com o leitor. Ela faz nosso coração bater mais rápido por causa de todo o romance não contido nesta trama, nós faz rir horrores, sorrir debilmente, suspirar...Ah, tantas emoções num livro só.

Shane está apoiado no batente da porta. (...)
- Ah, uma joaninha... entrou dentro da minha camiseta.
Seu sorriso é jovial, malicioso.
- Joaninha de sorte.
O Shane é delirantemente apetitoso. Nhac! Kkkk...
Ele chega de volta a vida de Kenzi sem pedir licença, depois de anos, mais lindo do que nunca e com um sotaque matador. Como resistir a isso? Praticamente impossível. E por mais que eu amasse o Bradley, o Shane me fez derreter em uma poça com seus momentos fofos e encantadores. E você torce, torce mesmo pelo Shane delicia ganhar essa parada.

- Lembre-se, você vai me machucar se não confiar em mim. Não é essa a fala?
- Não foi isso que aconteceu?
Seus olhos ganham suavidade.
- Nunca mais Kensington.
Meu coração dá um pulo. Eu coro. Ele segura minha cintura.

Um Amor de Cinema não é apenas um livro com um romance doce. Ele é super envolvente. A história também tem doses extras de amizade, família e aquilo de você auto se encontrar. Saber o que é melhor pra você. E não definir a sua vida pensando nos outros, escolher o que te faz bem, seguir seu coração, ser você mesma, ser livre. E a Victoria nos traz tudo isso num livro recheado de pura magia dos cinemas. Pude reviver 10 cenas de 10 filmes que adoro. Isso foi incrível! Adorei, adorei e recomendo!

(...) É parte do meu plano. O plano subir na torre e-resgatar-aquela-pessoa.
E quem estou resgatando?
Eu mesma.

Victoria Van Tiem como The Romance Reviews bem disse: é um escritora para ficar de olho.
Concordo plenamente. De olhos bem abertos porque seu talento foi impressionante neste livro e que provavelmente será nos próximos.

Love&Cine,
Bee.

Confira as outras capas do livro.
Ps>> Eu quero a segunda, ela é linda <3



Postado por Respire Literatura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido!