Resenhas

Amor No Ninho - Maribell Azevedo (Resenha)

18 de setembro de 2014

......
E se você fosse escolhida, para ser irmã do amor de sua vida? Num mesmo ninho, podem nascer diferentes tipos de amor. Irmãos adotivos, Marina e Daniel se tornam grandes amigos. O tempo passa e à medida que eles crescem a semente do amor, enraizado em seus corações desde a infância, começa a germinar, desafiando assim as regras impostas por seus pais. Ao tentar viver esse amor, o futuro se revelará traiçoeiro e cheio de armadilhas. Eles estarão preparados, para enfrentar todos os desafios que o destino lhes apresentar? Daniel e Marina uma surpresa, o conflito, um segredo e a oportunidade de viver um “Amor no Ninho”."

 Literatura Nacional
 Romance



 Marina foi destinada a ser irmã de Daniel, mas seu coração queria o contrário, amar a Daniel como homem.

Amor no Ninho é o romance de estréia da escritora Maribell Azevedo no mundo da literatura brasileira. O livro foi indicação de uma amiga. Comprei a obra em e-book e iniciei minha jornada pela deliciosa narração de Maribell. Apesar de amar a forma como a autora escreve seu livro, de maneira fluida, eu não consegui me aproximar muito da obra e fiquei com aquela maldita sensação que odeio sentir ao ler livros. Indecisão.  Não consegui me decidir se gostei ou não da trama. Não gosto quando leio um livro eu não consigo deixar clara a minha opinião. Se eu gosto , gosto muito, mas se não, não mesmo. Existem livros que não valem a pena resenhar e outros que sua cabeça fica a ponto de explodir se não o fizer de tão bom que foi. E, tem os livros que não sei como resenhar porque não descobri como me senti em relação a ele. Amor no Ninho foi esse tipo de livro para mim. Deixou minha opinião em cima do muro.

Marina é uma menina de oito anos que ficou órfã de pai e mãe, que posteriormente foi adotada pela família londrina Harrison. Marina que até então não tinha a ninguém, ganhou um lar e de quebra mais três irmãos. Duas meninas e um menino. Menino esse chamado Daniel que mexeu com o munidinho de marina fazendo-a perceber que sentiria muitas coisas por Dan e o amor fraternal, não era uma delas. Os anos se passaram e Marina seguiu feliz com sua nova vida, mas com um grande problema, amando a Dan.  

A narrativa do livro se inicia com Marina nos contanto todo o percurso do orfanato até sua nova casa e os anos que vieram depois que ela se tornou irmã mais nova de Daniel e sua louca paixão pelo irmão adotivo. Maribell desenvolveu uma sequência logica no começo do livro. Demorei um pouco a perceber que Marina estava no presente nos contato sobre o passado. Isto me deixou um pouco confusa porque eu não conseguia ver uma menina de 8,9 anos narrando de forma madura para sua idade. Uma menina tendo sentimentos tão avassaladores por um garoto. Sei que hoje o mundo anda na velocidade da luz, mas mesmo assim as palavras paixão, amor e desejo são muito incertas e até mesmo improprias para uma garotinha. Achei a descrição dessas sensações( até mesmo sexuais) muito incoerentes para a idade em que Marina se encontra quando mais nova. Esse foi um ponto negativo na minha leitura. Entretanto, eu não parei de ler, prossegui porque queria chegar ao clímax da história. Acho que coloquei fichas demais no "momento" esperado, pois quando ele aconteceu foi apático para mim. Não consegui me aproximar da obra, infelizmente. :"(

Esperei mais de Amor no Ninho porque a sinopse realmente me atraiu e pensei que seria um livro que amaria. O tema de amor proibido é muito bom e atrativo para o leitor. A Maribell optou em um tema difícil, amor entre irmãos(mesmo sendo adotivos) e lidou com ele com simplicidade. Não curti. Esperei mais. A história não me impactou. Acho que a autora foi muito raso num assunto que poderia ter sido mais drama, mais profundo. :(

Apesar da trama não ter capturado o meu coração, e sinto muito por isso, eu não parei de ler o livro. A escrita da Maribell é ao mesmo tempo doce e cativante. Ela escreve bem e com muita clareza e esse foi um dos motivos que me levou a continuar a leitura. O outro foi a construção de seus personagens. Maribell tem um ótima mão para cria-los de tal forma que nos faz se apaixonar por eles. Tanto o casal principal quanto os personagens secundários foram bem construídos.
Algumas cenas me prenderam bem, muito bem. Maribell soube criar momentos doces e até mesmo alguns intensos em vários sentidos. :)

A narrativa não fica somente nas mãos de Marina, mas também temos Daniel, Lace, seu melhor amigo e Shanti, melhor amiga de Marina. Não sei dizer o porque, mas amei muito mais o casal secundário, Shanti e Lance do que ao principal. Se houvesse um livro dos dois, o que acho improvável, eu leria com certeza. Essa alteração de foco narrativo caiu muito bem para história, dando uma movimentada na trama. Gostei bastante disso.
Um ponto positivo que encontrei foi o fato da questão familiar sobre o caso de amor de Daniel e Marina. Como expressar para seus pais que seus filhos se amam como homem e mulher? Complicado. Putz! Muito complicado. E eu apreciei esses momentos tensos e cheio de magoa. Maribell retratou bem.

Não temos a conclusão da história de Daniel e Marina em Amor no Ninho. Há o livro dois, Amor Inteiro, que retoma o final inesperado e dramático do livro. Ai, sim a Maribell carregou no drama. E, eu não curti. Fala serio! Achei desnecessário, mas enfim...
No momento não tenho vontade de ler o segundo livro para saber como a história irá proceder. Quem sabe... um dia eu leia.

Então, não disse que fiquei confusa? Pois é! Espero que vocês tenham entendido os meus pontos positivos e negativos na história. Odeio quando isso acontece, mas não dá para prever! 
Amor No Ninho não me conquistou, mas a Maribell Sim! Confuso? Rs, só um pouco.A história não foi tudo o que imaginei, nem de perto, mas a escritora sim. Maribell é uma boa escritora e o fato de eu não ter amado Amor no Ninho, não me impedirá nunca de ler outras obras dela. Ao contrário, já estou sabendo de um livro dela que está em destaque e quero muito ler.

E isso aê leitores!!!

Love&Hugs,
Ane

Postado por Respire Literatura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido!