Resenhas

O Amor Não Tem Leis - Camila Moreira

18 de agosto de 2014

......
Um jogador… Alexandre Ferraz é um renomado advogado criminalista que no tribunal faz qualquer testemunha tremer diante do seu olhar. Ele ama o que faz. Porém mais do que a carreira jurídica Dr. Ferraz ama o sexo, e dos mais variados tipos com as mais variadas mulheres. Uma jogadora… Clara Bueno acabou de voltar da sua ultima aventura amorosa, após trancar sua faculdade de Direito para sair em turnê com o cantor pop em ascensão Dereck Mayer Clara voltou para o país e para a sua faculdade. Porém quando o destino une Alexandre e Clara se preparem para ver as paredes ruírem. Dois jogadores… Ele usa as mulheres para o seu prazer. Ela tem como lema de sua vida a lei do desapego. Duas personalidades idênticas que gostam de viver a vida sem pensar no amanhã. Entretanto a força desse sentimento ultrapassará as barreiras do desejo. O que esperar desses dois?



Altamente Erótico.
Não recomendado para menores de 18.
Literatura Nacional.

É sempre uma felicidade para mim poder ler os livros de autores nacionais. Como eu já disse aqui, sambo um funk em cima da mesa a cada vez que descubro uma nacional publicado. O mercado literário tem deixado o preconceito irracional de lado e aberto as portas para os escritores brasileiros. E, eu estou amando cada novo lançamento que pipoca nas editoras.

O Amor Não Tem Leis é um dos livros que eu estava salivando para ter em mãos. O descobri num post de lançamento num dos blogs que sigo e fui logo tratando de saber mais sobre a obra. Pesquisei umas resenhas aqui outras ali e decidi que queria muito ler o livro. Fiquei eufórica quando ele chegou, mas depois de ler um pequeno spoiler, eu demorei com minha leitura. Sabia da existência de um segundo livro o que me desmotivou. Deduzi inúmeros finais para o livro só porque sabia da continuação. E, eu estou começando a odiar continuações. As autoras são tão insensíveis com seus leitores que vou te contar, hein... Não pensam em nossos corações de leitores apaixonados. Não se importam com nosso sofrimento e desespero pelo lançamento do próximo livro. E, para piorar, elas postam pequenos spoilers, capas, sobre a sequência, levando-nos a insanidade. Mas, enfim, não tem o que fazer a não ser esperar com paciência.

Depois de minha batalha interna entre ler o livro ou esperar para lê-lo somente após o lançamento do segundo, eu acabei sendo vencida por minha curiosidade e iniciei minha deliciosa e viciosa leitura.

Só pela capa e a sinopse eu tive uma noção de onde estava me metendo. O que esperar desses dois?
Absolutamente, tudo.

Maria Clara é uma mulher de vinte e três anos, estudante de direito, que está voltando de uma aventura no exterior; e que para pegar seu diploma necessita de horas de estágio. Com a ajuda de sua melhor amiga Priscila Ferraz, Clara consegue uma vaga como estagiária num dos escritórios mais conceituados do país, a Ferraz.
O advogado criminalista que supervisionará Clara em seu estágio, é nada mais, nada menos que o irmão mais velho de Pri, Alexandre Ferraz - o grande. Uou! Alexandre tem trinta e cinco anos uma homem bem sucedido, tem presença e é muito intimidador. Um homem e tanto com um olhar feroz e que usa e abusa do sexo. Além de ser inteligente, lindo, homenzarão, o Alê tem um coração de ouro e não há como não se apaixonar perdidamente por ele.

By: Blog Clã Dos Livros - Facebook Camila Moreira
Quando Clara e Alê se encontram, faiscas de um desejo desenfreado enlaçam nossos protagonistas.

- "Calma, Alexandre! Você é uma profissional, respira fundo, mantenha a compostura e também suas calças."
- "Não imaginava que ele seria tão gostoso assim! Que boca! Que corpo! E os olhos! Estou Fodida!!!"
Logo no primeiro capítulo começamos a narração com o Alexandre. Homem narrando é tudo de bom e eu gosto muito quando acontece. Eles são mais diretos, não são tão introspectivos como a maioria das personagens femininas. Até ai, tudo bem. Entretanto, quando me deparei com a narrativa da Clara... Meu, surtei. A Clara como ela mesma diz: - "Sou uma versão feminina do homem cafajeste."
Fiquei assim: :0 :0 :0...
A Clara meio que me surpreendeu e chocou ao mesmo tempo. Vamos lá!

A Maria Clara foi uma tapa na minha cara boba, rs. A mulher é decidia, firme, altiva, independente e livre, leve e solta. Eu sabia que veria o lado sexo sem compromisso da Clara, mas não imaginava que ela seria tão... tão... Direta. A narrativa da Clara me surpreendeu e chocou porque por mais que a sinopse me descrevia como ela funcionava, eu ainda esperava que a menina fosse um tanto, digamos que doce. Bosta nenhuma! Doce engano... Maria Clara é a versão masculina em alto grau. Ela me lembrou da Chloe Mills da serie Cretino Irresistivel, que tanto amo de paixão. Fixando... Ela só lembra, um leve toque de Mills porque Clara é muito pior; ou melhor, depende do ponto de vista.

A forma da narração do Alê eu meio que já esperava por causa da maneira como os homens pensam; com a bolas. Já a Clara, foi um choque na minha leiga imaginação. Clara não é nem um pouco introspectiva, ela é tão direta com os próprios pensamentos que me assustou, confesso, no início. Porém depois de me apaixonar por ela, eu me adaptei a sua maneira de ver o mundo. A Clara para mim é uma personagem que detona esse preconceito da maioria da população que pensa que mulher decida, que sabe o quer, tanto na vida como sexo, é taxada de vagabunda.

Cansei das pessoas que pensam e falam mal das mulheres cafajestes. As mulheres são feitas do mesmo material que os homens, possuem os mesmo direitos que os homens, e nisto também consiste o sexo louco, sujo e sem compromisso. E, a Clara quer e faz isso tudo a sua maneira. A todo momento em que eu lia sobre a Clara, eu escutava nas profundezas de minha mente a musica perfeita que a define, Miss Independent - Ne-yo.

A Narrativa é intercalada, então podemos estar dentro da cabeça do nosso Lobo Mau, vulgo senhor Alexandre Ferraz; E na da decidida Maria Clara que de Maria boba e inocente, não tem nada. Os dois se atraem e isso é inegável tanto para ele como para ela. E, isso os leva para o esperado "sexo sem compromisso".

O Amor Não Tem Leis é um livro muito bem escrito. Tiro meu chapéu e dou meus parabéns para Camila por ter escrito muito bem este obra. A linguagem é clean, adoro, leve e descontraída. Nada rebuscado que fez meus olhos pedirem arrego. As cenas de sexo, que são muitas, são detalhadíssimas como realmente acontece em livros do gênero hot ou erótico. Camila não ficou devendo nada. Nem mesmo o... Ah, deixa pra lá. Prefiro nem comentar senão estraga. Rs

Sabe a frase: Nem tudo é um mar de rosas?
Então... Nem tudo é um mar de sexo. E, por mais que contenha muitas cenas no livro, a Camila foi mais profundo do que somente o prazer carnal. Eu sinceramente, esperava um livro hot e com um romance água com açucar depois. Aquele lance dos livros moderninhos de primeiro o sexo depois o amor. Tem amor sim, não vou mentir. Mas se depender da Clara vai passar batido. Todavia, quem manda no coração? Eita frase mais clichê, mas serve.
Como proibir seu coração de amar quando ele mesmo não precisa de sua autorização?
Complicado.
Esta é a palavra que define a Maria Clara. Ela é complicada e não dá o braço a torcer quando o assunto é amor. E porque? Ah, fofos, só lendo. ;)

Não vou só falar do casal principal porque os personagens secundários merecem uma ponta na minha resenha. A Camila é ótima criando personagens. Me apaixonei por todos... ou quase todos, menos a Lanabisgoia e a Patricia. Tirando as vacas, os personagens são maravilhosos. Diego Ferraz o outro advogado, gato, irmão de Alê é um príncipe, lindo de morrer e um galanteador. Pena que a Clara gosta mesmo é de Lobo Mau.
Conhecemos o melhor amigo de Alexandre, o Bruno. O cara é o tipico homem-galinha. Ri horrores com ele. Temos a Lais e Pricila, melhores amigas de Clarinha, que são demais. O Bruno chamando a Lais de Pantera... o máximo! Xonei neles também ! Ah, não posso me esquecer do Nando e como a Camila o usou num assunto polêmico e muito delicado. Camila, parabéns, gata!
Ah, gente foram tantos personagens incríveis que é dificil detalhar todos. Mas.. Vocês que leiam e descubram, rs.

O desenrolar da história é cristalino num ritmo perfeito. A Camila caminhou muito bem e nos proporcionou uma história recheada de sexo, amizade, respeito, amor, tristezas, perdão, culpa e muito mais. O livro foi uma leitura que me arrependi de não ter lido antes, pois é tão bom...
O final do livro me foi surpreendetemente supreedente. Fiquei assim: What??? Oh My God! O que a Camila fez?    Quero o segundo livro pra ontem!!!
Não esperava aquele final de jeito nenhum. Veio tão rasteiro e PAH! Estou até agora me perguntando como a escritora foi capaz, brilhantemente, de misturar tantas coisas, sexo, suspense, açao, num livro só. Boquiaberta, assim estou eu.

O Amor Não Tem Leis mesmo, rs, e eu mais que obvio recomendo a leitura deste livro tão gostoso e fascinante. Não consegui desprender os olhos um só minuto e quando acabou... Acabou? Tão rápido? Cadê o resto, Camila?
Camila, por favor, nos próximos mais paginas, ok?
E, Ah, por favor, um livro do Diego. Busque criatividade no além, mas me dê um livro do Di!!!
Por favor, leitora mais que desesperada aqui!
E, não faça aquilo que te perguntei por mensagem. Apenas... Não faça. Ops, chega!

Desculpem a resenha longa, mais seria quase impossivel não escrever muito sobre este livro. São tantos detalhes pequenos e importantes que tinham que ser pincelados. As musias que a Camila selecionou foram perfeitas para os momentos. A Playlist do livro é deliciosa. Xonada aqui!
Parabéns a Camila Moreira por seu livro gostoso e tão bem escrito. Parabéns a Suma De Letras pela diagramaçao e pela intensa capa. Amei!
Bom, termino por aqui e indico muito a leitura.
Bjoss e até a próxima!

Ane Bee

Postado por Respire Literatura

6 comentários:

  1. Oi Ane! Me diverti muito com a sua resenha. Não sei, sabe aquela sensação de papo de amiga? Então, vc resenhando este livro me deu essa sensação.
    Ainda não li "O Amor não tem leis" e estou completamente louca para ler imediatamente. Primeiro pela autora, a Camila é um arraso! Depois por causa das resenhas que li, que inclui a sua e a da Taty.
    Estou apenas com muito medo de não aguentar esperar pelo próximo livro rsrsrsrs.
    Beijos
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia,

      kkkk. Eu me diverti escrevendo porque ficava me lembrando das cenas do lviros. Algumas partes são hilárias. :)
      Ah, fico feliz que tenha visto assim. Gosto de resenhar de maneira descontraida e leve, nada que deixe o leitor cansado. É muito chato ler resenhar chatas.rs.
      Leia! Ainda não vi a resenha da Taty depois vou la ver.
      Ah, mais o lançamento está quase proximo!!!
      Roendo as unhas!!!

      Bjosss

      Excluir
  2. Olá, Gostei muito da resenha.
    Fiquei muito ansiosa para poder ler o livro.
    Realmente os livros nacionais estão virando febre.
    Beijos.
    Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju!

      Obrigada por me visitar!
      Indicação total para este livro, você vai adorar.
      Os nacionais são ótimos!!

      Bjosss

      Ane

      Excluir
  3. SOCORRO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Aneeeeeeeeee adorei sua resenha *o*
    Tu acredita que foi minha primeira resenha do livro da Camila? Ele já está como "desejado" há tempos, por ser um nacional e erótico <3 MAS COM A SUA RESENHA vou ter arrumar um dinheiro a g o r a pra comprar esse bendito HAUEHAUEHAUEHUAEHUEHAUE
    Ótima resenha, de verdade, eu amo resenha descontraída :3
    E parabéns pelo blog!

    Beijos :3
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nathália!!!!

      Hahaahahaha
      Ai, muito obrigada. Fico mega feliz que teha gostado da resenha e que eu tenha te influenciado ainda mais a ler o livro. Cara, você está perdendo. kkkkk
      Nathália, o livro vale muito a pena. Muito gostoso de ler e viciante. Aviso logo... Rs.
      Obrigada pela visita e por seu comentário.
      Eu gosto de resenhar livre e descontraido. Sabe, aquele papo de colega. Rs.

      Bjosss,
      Ane

      Excluir

Obrigada por ter lido!