Resenhas

Simplesmente Ana - Marina Carvalho

19 de novembro de 2013

......
Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
  

 *Conto de fadas


Simplesmente Ana, é o primeiro romance da escritora brasileira Marina Carvalho. Não preciso nem dizer o quanto estou feliz por ler esse livro; escritora brasileira cara, isso é muito legal. Mais uma que entrou para minha lista dos prediletos.  O livro foi lançado pela Editora Novo Conceito esse ano e fez o maior sucesso.

Ana Carina é uma garota de 20 anos é universitária e mora em Minas Gerais com sua mãe Olívia. Ela nunca teve informações de quem era o seu pai e de repente ele a encontra pelo Facebook(Viu? as rede sociais ajudam muito.kkk). O problema é que ele não é apenas um pai, ele é um rei, um rei de Krósvia e consequentemente Ana é um princesa. A pedido do pai Ana se vê viajando a Krósvia para passar um temporada. What? Isso mesmo, que coisa mais louca e que reviravolta acontece na vida de Ana.
Eu tenho um pai, pensei. E ele é um rei.
— Então, eu sou uma princesa?
Ele riu. 

É impossível ler esse livro e não se lembrar de O Diário da Princesa de minha querida Meg Cabot. Eu sou tarada por livros que falam de princesas, fazer o quê, cada um tem seu gosto. Embora a temática de Simplesmente Ana seja a mesma de O Diário, a história é totalmente diferente; não vá ler pensando que vai ser um clichê ou uma copia da Meg, pois não é assim. A Marina soube muito bem levar o enredo sem tropeçar na Meg.

 Ao chegar em Krósvia Ana se depara com o idioma krosvi que é uma coisa de doida, mas a sorte dela é que o país tem o inglês como segunda língua. Ana fica deslumbrada com a cidade, que diga se de passagem é limpíssima( e o Brasil hein??), o palácio do pai que é lindo e ela até chega a comparar a entrada com a casa do senhor Darcy(Orgulho e Preconceito). Outra coisa belíssima que ela conhece é o enteado do pai, um musculoso e de penetrantes olhos verdes, o Alexander. De início a relação deles é de alfinetadas, Alex desconfia de Ana, que se defende dele. A química não acontece de cara, ela é construida com o passar da história. As brigas e as intrigas entre os dois só esconde o sentimento platônico que está se formando entre eles.



Nós dois nos encaramos por um instante e, quando eu já ia estender a mão para cumprimenta-lo, coisa que nenhum dos dois tinha feito até agora, ele arqueou uma das sobrancelhas e disse:
— Que providencial ela ter sido encontrada justo agora, não é mesmo?

Eu adorei a história, ela é simplesmente fantástica. A Marina escreve de uma maneira gostosa, leve e simples. A construção do enredo foi muito boa, as coisas não acontecem rápidas e nem lentas, elas fluem no seu devido tempo. A Ana é quem narra a história e é muito divertido; ela é hilária(me identifiquei com ela logo de cara), não é bobona e nem perde a cabeça pelo fato de ser princesa. Ana mantém sempre os pés no chão, sempre preservando suas origens. O romance é lindinho e apaixonante. O Alex é um  personagem 'bem' marcante e tem suas tiradas. 

Eu amei o livro, mas queria ter lido mais sobre o Alex e sua história e queria também mais um pouco Alex e Ana. (não gosto quando o romance se concretiza nos últimos capítulos). Bem, tirando isso o livro virou um dos meus favoritos. A capa é super adequada a história e eu a achei lindíssima. A Marina marcou sua presença com escritora e tenho certeza que ela tem um futuro promissor assim como a Carina Rissi. Essas duas me fizeram perder a cabeça, o coração e me enchem de orgulho por serem brasileiras. Espero ler mais da Marina.

Ps: Ouvi dizer que teremos SA 2.
Classificação: ------

Cotação:


Bee

Postado por Respire Literatura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido!