Resenhas

Procura-se Um Marido - Carina Rissi

19 de novembro de 2013

......
Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada.
Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel.
Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.




Narrado também em primeira pessoa, Procura-se Um Marido é o segundo livro da minha amaríssima Carina Rissi. Falando a verdade, esse é o meu preferido. Eu amo de paixão o Perdida, mas Procura-se é o melhor pra mim. Sempre que sinto saudades eu o abro e procuro aquelas partes que me fazem suspirar novamente(ahhh). Carina Rissi mais uma vez vem com força, muito romance e citando Jane Austen(Amuuu). Ela tem uma mão para criar personagens maravilhosos que só você lendo mesmo pra saber do que eu estou falando. 
Deus me livre! Esta seria a maior infelicidade de todas! Achar agradável um homem que decidimos odiar! Não me deseje esse mal. - JANE AUSTEN, Orgulho e Preconceito

Alicia é uma mulher extremamente carismática, mimada, imatura, muito sarcástica e já aprontou de tudo nessa vida. Ela é órfã de pai e mãe e vive com o avô Narciso, que é um empresário riquíssimo. - Gente, o vô Narciso dá um toque amoroso e delicado a história, ele é aquele avô fofinho que dá vontade de abraçar o tempo todo - Alicia sempre teve tudo na vida, não trabalha, vive viajando, frequenta baladas e se mete em muitas confusões. De repente o seu avô morre e a deixa numa sinuca de bico, ela se vê presa a um testamento um tanto doido, que diz que ela só poderá colocar as mãos na fortuna se ela se casar.

Claroooo que Alicia não pensa nem duas vezes na cláusula malvada do testamento, ela não quer se casar, nem tem um namorado, é muito nova e só quer pensa em curtir a vida. Para piorar as coisas ainda mais, ela tem que trabalha numa das empresas do avô a L&L com um cargo nada agradável e um salário miserável. Lá ela tromba com um cara alto, sexy, olhos verdes e... rude, arrogante, o Max. Ele mexe com ela de um jeito irritante e provocante ao mesmo tempo.
Sem saída e com um plano mirabolante, Alicia burla o testamento e arranja um esposo de mentirinha.
Ah, não. De jeito nenhum esse camarada vai me beijar. Não mesmo
Não vou retribuir!
Ok, talvez eu retribua. Só um pouquinho...

A citação do trecho de Orgulho e Preconceito (apaixonada) se encaixa perfeitamente no livro. As aparências realmente são enganosas e não devemos julgar a pessoa por causa do primeiro encontro. Com o decorre da narrativa percebemos que Alicia não é tão 'princesinha' assim, ela é corajosa, amiga e tem um coração gigante. O Max não é nada daquilo que demonstrou a primeira vez. Vejamos: O Max é realmente o Maximus, eu não vou dar a palavra perfeito pra ele porque eu já dei para o Ian de Perdida. Para o Max eu digo que ele é ABSOLUTO, único, ele e o Ian tem muitas coisas em comum, mas o Max é de um grandeza, uma presença diferente. Não sei o porque mas eu gostei mais dele. Eu não vou descreve-lo aqui porque é muita coisa pra falar sobre ele. E inevitável e Max e Alicia acabam se apaixonando. Ela passa a se preocupar com ele, e como as atitudes dela podem interferir no futuro dele.
 — Não consigo nem pensar em te ver ferida Alicia  - murmurou torturado, a voz repleta de emoção. — Não posso permitir.
— Então não vá para longe de mim, Alicia.

Procura-se Um Marido é um livro contemporâneo, um Chik Lit, que é uma comédia romântica. Quando eu descobri isso corri para comprar o livro, eu gosto muito de romance com comédia, prefiro até a um livro mais picante. A escrita é levíssima, as cenas 'marcantes' foram bem feitas e tem um toque malicioso. A Carina realmente sabe como escrever um livro e te entreter. Ela tem dom para criar personagens admiráveis e confirmou mais uma vez que é uma escritora voraz. Há cenas muito criativas aonde você ri bastante. Os personagens secundários como a Mari, a família aconchegante de Max e o fofo e amoroso vô Narciso são fundamentais para história. Nesse livro eu ri muito, suspirei horrores e me apaixonei. Mais uma vez a capa de um livro que combina com história. Se você gosta de uma comédia romântica ou você que nunca leu ou não curte muito, eu indico que vocês leiam, sério, vale muito a pena.

Classificação: --------

Cotação: ++++++



Bee

Postado por Respire Literatura

Um comentário:

  1. Caramba, adorei sua resenha!
    Já estava super ansiosa para ler esse livro, imagina agora então! hahaha Carina Rissi parece ser uma ótima autora, mas ainda quero ler Perdida também.
    Parabéns pela resenha! Beijos, Lery. :D
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por ter lido!