Resenhas

Perdida - Carina Rissi

13 de novembro de 2013

......

Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...





Falar sobre esse livro pra mim é mais que especial porque ele é de autoria brasileira - Carina Rissi - e a história é fascinante. Eu li Perdida quatro vezes sem exagero, eu li mesmo. Eu sou muito apaixonada pela Carina ela é uma escritora brilhante, voraz, te conquista, te seduz e você não vê outra alternativa a não ser ama-la muito. A Carina pra mim é uma grande referencia nacional.

Sofia é a nossa mocinha que vive no século XXI. Ela é descolada, engraçada, alegre, divertida e por ai vai. Acontece um problema com o celular novo dela e ele a leva para o século XIX. Chegando lá ela se depara com Ian Clarke (só de escrever o nome dele me dá vontade de ler), que a ajuda, pois acredita que ela foi saqueada. De início Sofia acredita estar sonhando ou participando de um reality show, mas isso não é verdade. Ela realmente está num século passado com um homem prestativo e bonito. Sofia foi enviada nessa jornada para passar por uma lição e ela faz de tudo pra tentar voltar para casa.

Ian 
Ian Clarke. Agora eu sabia o nome da minha primeira alucinação.

A chegada de Sofia causa um grande reboliço para a família Clarke. Primeiro por suas roupas, gente ela é do século XXI então imagina o tipo de roupa. Segundo por causa da maneira com ela fala, e terceiro porque é extremamente extrovertida, não mede suas palavras e nem seus modos. Além de estar no século errado ela também se vê atraída por Ian.

Uma palavra que descreve o Ian - PERFEITO. Não dá pra ser outra, você não encontra defeitos no cara. Ele é tudo e mais um pouco. Ian Clarke é alto, moreno, olhos castanhos, traços bonitos, um deus grego como diz Sofia. Só que isso não basta, ele é prestativo, amigo, delicado, amoroso, charmoso, agradável, fino, cortês, romântico, carinhoso e a lista é infinita. Ele se vê intrigado pela Sofia, a personalidade dela o atraí, ela é diferente de tudo o que ele já viu, ela o encanta de uma maneira única.

Sinta! Ele diz Sofia, Sofia, Sofia! Tem sido assim desde a primeira vez que a vi. Desde aquele instante percebi que não era mais dono do meu coração, que ele não me pertencia mais.

A história é contada pela Sofia, mas os sentimentos dos outros personagens são bem descritos. A Carina construiu uma história fantástica, que tem como tema viajem no tempo. Ela te leva para um mundo mágico, aonde você viaja e se vê ao redor de carruagens, vestidos bufantes, casarões, teatro, joias, casinha ( os fortes entenderão) e muito mais. A Carina te prende do início ao fim não tem como parar de ler é muito viciante. A história é completamente romântica, as cenas quentes são bem descritas sem serem vulgares e sem contar que ela cita a Jane Austen. Eu ri em muitas partes e chorei à beça em outras. Ela não te decepciona NUNCA e o desfecho é... é...é... MARAVILHOSO!

Recomendo?
NÃO. TE OBRIGO A LER.

Classificação: ---------

Cotação: +++++++


Bee


Postado por Respire Literatura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido!