Resenhas

O Duque e Eu - Julia Quinn

13 de novembro de 2013

......

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Os Bridgertons é uma série que foi escrita por Julia Quinn já há algum tempo e agora foi lançada no Brasil. A série é composta por oito livros e cada um conta a história de um irmão Bridgerton. O primeiro livro e que é o da resenha de hoje chama-se: O Duque e Eu.

O Duque e Eu nos conta a história da mocinha Daphne que se vê obrigada pela mãe Violet a frequentar bailes para encontrar um marido, porém não há nenhum bom pretendente interessado nela. Simon é amigo de Anthony irmão mais velho de Daff, que está voltando a Londres. Ele é um homem que tenta fugir do legado deixado por seu pai, ser um duque.

Simon se tornou o centro das atenções em Londres, pois está solteiro e é um bom partido para as mocinhas que querem se casar. Ele foi proibido por Anthony de chegar perto de Daff, pois Simon é um homem galanteador e malicioso. Ele conhece Daff e se encanta pela sua beleza diferente e seu jeito alegre-delicado. Ele faz uma amizade com ela e para fugir da pressão das mães casamenteiras ele propõe a Daff que finjam certo interesse um pelo outro. Daphne aceita, pois assim a fila de seus pretendentes irá aumentar. O que começa com uma brincadeira pode se tornar algo sério.
Violet soltou uma risada nervosa.
- Muito bem. Os seus deveres conjugais... quer dizer, a consumação... é como se fazem os bebês.
Daphne se apoiou na parede.
- Então a senhora fez isso oito vezes?
- Não!
Eu estou amando essa série já li até o terceiro livro e confesso que O Duque e Eu está sendo o meu preferido. O livro é tudo bom, tem um pouco de comédia, um tantinho de drama e é puro romantismo. Embora seja um texto histórico, a Julia Quinn deixou a narrativa bem simples. Conforme a farsa vai acontecendo Simon tenta não tocar em Daff e ela tenta não nutrir sentimentos por ele. As coisas acabam meio que complicadas e Daff deseja uma única coisa que ele se nega a dar.
- Vamos dar uma volta pelo jardim. - convidou ela baixinho.
- Não podemos.
- Nós precisamos.
- Não podemos.
O desespero na voz de Simon lhe disse tudo o que ela precisava saber. Ele a queria. Desejava. 
 O livro é muito engraçado, os irmãos de Daff são uns amores, eles tem um carinho uns pelos outros que é muito legal de ler. Não posso deixar de falar de dona Violet mãe de Daff, que é uma mulher implacável, divertida é muito amorosa com seus filhos e nos faz dar boas risadas. Tem também a Lady Whistledown que é uma fofoqueira anônima, que deixa o livro mais interessante e você quer logo descobrir quem ela é ( só que isso não acontece). Sabe aqueles livros que você lê um trecho, fecha o livro e solta um risadinha estridente? O Duque e Eu é simplesmente assim. Eu recomendo o livro porque é romântico, leve e é impossível não amar os personagens. O Simon tem um Q assim... Ahhh .... lindo de morrer. A Daff é alegre, sarcástica e muito divertida. Podem ler, que vocês não vão se arrepender. Juro *

Classificação: --------

Cotação: ++++

Bee

Postado por Respire Literatura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter lido!